Mude o tamanho do texto: A A A

Zé da Madrugada

*** O povo, ao contrário dos funcionários públicos, está precisando é de mais trabalho e menos feriados. Por qualquer coisa, tome feriado, ponto facultativo e assim por diante.

*** O comércio também sofre com tantas paralisações, tidas como festivas, para muitos, que já têm o seu garantido, no final do mês.

*** Até o saber fica prejudicado, pois as escolas também, a exemplo de vários outros órgãos públicos, resolveram emendar a semana, aqui em Barra do Garças.

*** Com certeza isto estará também acontecendo nos próximos anos, quando muitos terão seus descansos remunerados estendidos.  

*** O único setor (fora a Matriz Santo Antônio, que fatura horrores) que ganha com estes hiatos é o turismo de temporada, que tem seu início aqui por nossas “bandas” também neste mês de junho.

*** Também é bom porque as praias são de graça, menos as bebidas e comidas que tem preços majorados, também impedindo os pobres e desempregados de lá estarem, com seus pimpolhos.

*** Sorte do pobre e oprimido (que não tem carro e nem custeio para se locomover) que tem a praia de Aragarças e a do Bosque para que eles possam frenquentá-las (por enquanto) sem custo.

*** Não se sabe, mas acredita-se que sim, possa levar uma farofinha e outras bebidas, sem ser importunados, já que o din din está ficando cada vez mais escasso, aqui e ali.

*** Aliás, o Bentinho anda perguntando o que fazem com o dinheiro arrecadado com a festa do Santo Antônio, Padroeiro da cidade.

*** Muitos padres usam o discurso de construir ou reformar igrejas, mas a Matriz local está há anos sem reformas ou construção.

*** Muitos acreditam que os lucros estão sendo repassados para entidades filantrópicas, a exemplo do Abrigo dos  Velhos, de Aragarças e outros.

*** Se fosse para as igrejas ou templos, do Valdomiro a gente já saberia que seria gasto em fazendas, agora com a igreja católica isto não deve acontecer.

*** Segundo um pioneiro da cidade, a igreja católica bem que poderia estas gastando os lucros com a manutenção da antiga escola Dom Bosco, que foi fechado sob o argumento de que era onerosa.

*** Fechada e abandonada, com todos os seus utensílios, como livros, cadernos e até notas de alunos. Foi um acervo que virou lixo.

*** Conforme o Hermenegildo o Santo Dom Bosco não deu muito sorte em Barra do Garças. A escola foi abandonada, o mesmo ocorrendo com o antigo Hospital Dom Bosco, que também se deteriorou, nas mãos da Funai.

*** O Hospital Dom Bosco era uma casa de saúde tradicional e foi dizimada nas mãos dos indígenas (Funai). Seus escombros lá estão, até hoje, sem que o Governo Federal assuma suas responsabilidades.

*** Voltando ao caso da Escola Dom Bosco, volta e meia vem alguém dizer que ela vai ser isto, vai ser aquilo. Antes o espaço seria usado para abrigar órgãos diversos, do governo.

*** O Eduardo Moura, por exemplo, anunciou várias vezes este boato. Agora vem outro e diz que ali será instalada uma escola para filhos de militares.

*** Se sobrar vaga, entra filhos de civis. De qualquer forma seria uma boa, pois o sucesso da mesma em Goiás é aplaudido e aqui não poderia ser diferente.

*** A expectativa é grande e caso seja concretizada, seria de bom tamanho para a cidade que além de se ver livre do “taperão” teria uma escola modelo exemplar;

*** Uma pergunta: Quem seria o “pai da criança”, o prefeito Roberto Farias, o deputado Adalto de Freitas ou o vereador Júlio César?

Seja o primeiro a comentar sobre "Zé da Madrugada"

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.


*