Mude o tamanho do texto: A A A

O poder da esperança

José Arimatéia/Ex-Deputado Estadual

Como leitor que sou do meu amigo professor Alfredo Menezes, me deparei no último dia 02 com seu artigo cujo título é: “Sonhos possíveis”.

Na sua narrativa Menezes enumera o que no seu entendimento, são os seis sonhos possíveis a serem realizados em Mato Grosso.

Alfredo fala do sonho da hidrovia Paraguai-Paraná, da ZPE de Cáceres, de voos comerciais de Cuiabá/Santa Cruz de La Sierra, na Bolívia. Do asfalto para os países andinos, de um núcleo de Estudos Sul Americano via UFMT, dentre outros.

Tem razão em todas suas citações o professor Alfredo. O povo mato-grossense seria fortemente favorecido com a concretização de todos estes sonhos.

Mas, vai aqui a opinião de um enxerido. Não se deu conta o professor que faltou aí enumerar o sétimo sonho, que deve ser o primeiro de todo povo de Mato Grosso.

O que nós todos mato-grossenses de nascimento e os que de coração abraçaram o nosso Estado como terra natal, sonhamos é que um dia elejamos um governo honesto, ético, transparente, sem “grampolândia”, sem perseguições e ameaças aos funcionários públicos, sem arrogância, petulância, prepotência e sem demagogia.

Que respeite a harmonia dos Poderes constituídos, as opiniões da imprensa livre, os direitos dos cidadãos, dos aposentados. Que não pense que é “Deus”. Que tenha humildade do diálogo e competência na gestão do erário público.

Se este sonho não tornar realidade, os seis sonhos do meu amigo Alfredo, nunca serão realizados e transformarão em curto prazo em um pesadelo.

É difícil hoje ser otimista, mas, o poder da esperança nos leva a refletir com calma, principalmente na hora de escolher nossos novos representantes na eleição de 2018.

Que esta esperança se transforme em realidade e que os nossos sonhos não sejam só sonhos.

Por José Arimatéia – Ex Dep. Estadual

Seja o primeiro a comentar sobre "O poder da esperança"

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.


*