Mude o tamanho do texto: A A A

Zé da Madruga

*** De uma conversa sadia, surge vários rendimentos, diversas ideias que podem ser aproveitadas no dia a dia. É Algo mais que se aprende ao ouvir determinadas pessoas.

*** Dia desses, por exemplo, conversando com um empresário de sucesso, aqui de Barra do Garças (que pediu para que seu nome não fosse colocado), ouvi vários pareceres do mesmo que achei interessantes.

*** De visão ampla, tem ele vários ângulos que imagina serem proveitosos para o crescimento ordenado de Barra do Garças.

*** Dentre estes, colocou que nossa cidade tem muitos loteamentos, o que judia da economia, pois a classe menos favorecida, achando que deve ter um lote, mesmo que seja distante, gasta mais ainda em locomoção, do que se morasse em locais mais acessíveis.

*** Na sua defesa observa que as moradias são dispersas e que as lacunas deveriam serem preenchidas, antes da criação desordenada de loteamentos.

*** Outra colocação feita foi no sentido de se aproveitar mais as decadentes acomodações do Parque de Exposição que vem deteriorando, gradativamente.

*** Sugere comodatos com as faculdades Cathedral e Univar e também UFMT para colocar ali extensões de cursos inerentes ao agronegócio. No paralelo se criar outros eventos como o feito recentemente.

*** Também disse sobre a necessidade de se incentivar as pequenas indústrias, como fábricas de pequeno porte, citando como exemplo a de calçados diversos e o consequente aproveitamento do couro, etc.

*** Continuando ele observou que é contra a construção de uma praça esportiva no antigo Zeca Costa.

*** Que se poderia continuar mantendo o campo de futebol e nas áreas em volta criar uma nova roupagem para o local, embelezando e mostrando um novo visual.

*** Na interessante conversa o empresário colocou que muitos são os empresários locais que estão precisando de suporte, mas que os incentivos são repassados somente para empresas forasteiras…

*** Sempre ouvindo, concordei com suas colocações imaginando a falta que faz uma Associação Comercial forte para exigir posicionamentos equivalentes, por parte do Executivo.

*** Aqui cito como exemplo Rondonópolis, onde há uma Associação Comercial forte e destemida, fazendo com que todo posicionamento da Prefeitura na área seja estudado em conjunto.

*** Em Barra a falta desta representação nos enfraquece, pois o empresariado em um todo fica à mercê de entendimentos retroativos.

*** Em tempos idos tínhamos a Casa do Comércio, que abrigava a Associação Comercial Sindicato do Comércio e a CDL Discordância desmantelou a união.

*** A Câmara de Dirigentes Lojistas continua sendo um esteio forte, mas se precisaria de mais representação, não só no âmbito comercial como também na política empresarial.

*** Com a arguição do Leonardo Carvalho da Mota como presidente da CDL espera que novos projetos sejam programados.

*** Um trabalho em conjunto a municipalidade só viria fortalecer a classe que a cada dia vem experimentando um desenvolvimento condizente com a nossa região.

*** Na próxima oportunidade vou ouvir mais e falar também à respeito de outros assuntos condizentes com a nossa realidade como Polo Regional do Vale do Araguaia. Entendemos, como o colocado, que a união faz a força…

Seja o primeiro a comentar sobre "Zé da Madruga"

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.


*