Mude o tamanho do texto: A A A

Tira Gosto

A HISTÓRIA DE…
Considerado um celeiro rico em produção de vários grãos, o Vale do Araguaia sempre se notabilizou pela sua abundância no setor produtivo. A vinda de grandes empresas rurais como Suiá Missú, Tamakavi e muitas outras, através do projeto Sudam, comprovava isto. Muitos para aqui vieram, anos atrás, acreditando nas promessas de abertura de acessos. Era a seara prometido

…UM PROGRESSO…
O governo se comprometeu, na época, asfaltar em todo o seu percurso de Mato Grosso, a BR-158 para que o acesso fosse facilitado, o que não ocorreu pelas inúmeras interferências do famigerado bispo Dom Pedro Casaldáliga. Conforme muitos estudiosos só o endeusam quem não sabe o mal que ele fez para o Araguaia. Usou e abusou dos índios (por um tempo) e pelos posseiros (em outro tempo).

…DESORDENADO DO…
Diante disso e de outros fatos notabilizados, o projeto de muitas das empresas citadas foram escamoteados. O asfalto da BR-158 também foi fatiado e somente foi asfaltada até o entroncamento de Canarana, graças ao arrojo dos irmãos campos (Mais Júlio Campos). Dali em diante as escaramuças prosseguiram, sempre com o citado bispo fazendo suas intervenções maléficas. Deu no que deu. Até hoje se espera melhoramentos da região.

…VALE DO ARAGUAIA…
Em caso mais recente os indígenas da antes famosa Suiá Missú, terra considerada de conflito, complicou ainda mais o desenvolvimento da região. Os indígenas tomaram uma terra produtiva (derrubando uma cidade e até igrejas) e proibiram de ali passar o asfalto da BR158, obrigando (e dando vazão às desculpas federais) os construtores a darem uma volta de 60 quilômetros para se prosseguir com o traçado da mesma.

…TEVE UM CULPADO…
Como o dito anteriormente, a culpa de tudo que ocorreu foram dos indígenas, até então controlados pelo Dom Pedro Casaldálida, em tempos idos. Houve outro tempo que ele passou a manipular os posseiros, deixando de lado os silvícolas. Comprovou esta desdita que o governo federal foi obrigado a instalar uma potente emissora de rádio (Radiobrás) em São Feliz do Araguaia para combater o mal que estava sendo inserido pelo dito bispo na região.

…QUE É O BISPO DOM…
Muitos pioneiros e empresários que lutaram contra os desmandos de Casaldáliga sabem disso e o culpam pelo empobrecimento de uma região até então considerada a esperança dos que ali escolheram para criar suas famílias e fazer da região uma das mais promissoras do Brasil. Agora, mesmo com o atraso verificado, com a omissão dos governos estaduais e federal, além dos malefícios do bispo e dos indígenas, parece que vamos ter a rodovia BR158 asfaltada.

…PEDRO CASALDÁLIGA
Não são palavras ao vento. As interferências maléficas de Casaldáliga foram também condenadas até pelo próprio Vaticano, que o expulsou do clero e ainda o vaticinou como o homem do mal, excomungando-o pelos males causados ao povo brasileiro e, principalmente, ao Vale do Araguaia. Quem pesquisa sabe da verdadeira história de Casaldáliga, dos maus indígenas e também dos maus posseiros, que foram usados pelo primeiro. O Vale do Araguaia tem história para contar..

INIMIGOS ONTEM…
Política é política, em todos os lugares. Há claro, o lado putrefato da mesma, quando há objetivos a serem alcançados. Esquecem o passado, mirando o futuro. Notícias correm que “o PT e PMDB negociam parcerias e alianças em pelo menos 5 estados. Cínicos! É isso que eles são. Não eram inimigos?”, colocou um leitor…

…AMIGOS HOJE E…
Não dá para entender esta possível e anunciada (prcipitada?) aliança em alguns estados (dizem que Mato Grosso está no meio através do antigo Carlos Bezerra), pois o que se nota, nos últimos dias, é a decadência clara dos petistas, muito embora o PMDB também não fique atrás. Como o dito, na política vale tudo, menos perder…

…A VIDA CONTINUA
O que presentimos é que a depuração nos meios políticos será “braba”. “A renovação será feita de cabo a rabo. De mamando a caducando e poucos se salvarão deste tufão de escala crescente”, disse um leitor e eleitor que, a exemplo de outros, está amolando a sua arma através do voto consciente.

ASSOREAMENTO…
Todo ano a cantilena se repete por parte daqueles que querem somente aparecer. “Os rios Garças e Araguaia estão secando!!!”. As autoridades por suas vezes estão preocupadas somente com o período da Piracema e não com a degradação que aumenta ao longo dos anos.

…DOS RIOS GARÇAS…
A recuperação das margens a limpeza (até de areia nos seus dorsos) seria uma solução, mas ninguém faz nada de concreto a não ser somente reclamar. Por enquanto a sujeira e os esgotos tomam conta das margens urbanas. Quem tiver tempo e percorrer, vai notar que está faltando punição generalizada.

…E ARAGUAIA
Sabe-se que o problema vem desde sua nascente, mas se cada um fizer a sua parte, dentro de alguns anos teremos a certeza que houve a tentativa. Fazendeiros da parte de Goiás assinaram um TAC prometendo recuperar suas margens e muitos estão cumprindo, enquanto outros, principalmente do lado de Mato Grosso não estão nem aí…

O ESQUECIDO…
Como o dito aqui, por algumas vezes, o Dom Bosco não tem dado sorte em Barra do Garças. Vem político, sai político e muitos deles, querendo aparecer vão lá na antiga escola Dom Bosco e dizem que ela será palco de uma central de atendimento estadual. Outros já dizem que já foi definido que alí será uma escola militar.

…DOM BOSCO EM…
O que se imagina é que a nossa força política é fraca e em constante decadência. Falam grosso, com voz empostada, mas o resultado é o mesmo, ou seja, o assunto vai sendo adiado. Achamos que também está faltando rezas por parte dos componentes da igreja Santo Antônio, que fica ao lado. Enquanto isto Juara recebe a 18ª. Unidade da Escola Militar através da Secretaria de Educação e Esporte.

…BARRA DO GARÇAS
A escola Militar instalada em Juara é resultado de uma parceria entre Seduc, Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp) e prefeitura municipal de Juara e já atende 142 alunos dos ensinos Fundamental e Médio, em dois turnos. Fica uma pergunta: -Os políticos de lá são mais fortes que os de cá?

Seja o primeiro a comentar sobre "Tira Gosto"

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.


*