Mulheres: guerreiras do segmento de alimentação

Fernanda Fernandes

Em geral, não conheço nenhum negócio do ramo de alimentação que não tenha as mãos de fadas de uma mulher ou suor de seu trabalho. Há muitas guerreiras neste segmento! Em alguns negócios, a ideia partiu delas, em outros, foram elas quem colocaram a mão na massa, literalmente, e criaram um produto incrível ou irrecusável ao estômago. Enquanto existem aquelas que são gestoras e administradoras, há aquelas que executam com maestria a chapa, o fogão e até a churrasqueira.

Neste dia tão especial, quero te contar uma das minhas histórias. Em 2006, terminei a faculdade e após um ano e meio de estágio no Sebrae Goiás, eu estava desempregada. Sempre trabalhei, então estar dois meses desempregada me gerou um grande incômodo.

Eu morava em uma rua muito movimentada da capital, em que todos os dias, a partir das 17h, começava um congestionamento de carros que durava até aproximadamente as 20h. Observando a rua de casa, esse congestionamento neste horário me chamou a atenção. Incomodada e prospectando uma oportunidade de renda, fui para o sinaleiro. Lá, cronometrei o tempo de abertura do sinal, a vazão de carros e calculei uma estimativa de quantos carros ali paravam nestas 3 horas. Todas aquelas pessoas que ali estavam, fosse de carro ou de moto (sem contar de ônibus), estavam com fome. Foi aí que procurei pelo proprietário de uma mercearia e propus que fizéssemos uma parceria onde eu venderia churrasquinho e acompanhamentos, ele me cederia a varanda com mesas e venderia as bebidas.

Assim comecei, e o negócio pegou! Coloquei um vendedor devidamente uniformizado, acompanhado de uma bandeja com espetinhos prontos e embalados, atendendo diretamente nos carros. Eu e o vendedor nos revezávamos: hora ele ficava no sinaleiro e eu na churrasqueira, outra hora invertíamos. Era uma alegria ver tantos clientes satisfeitos pela qualidade e praticidade do produto. O cheiro era o grande chamariz, pois ia longe… Chegamos a vender quase 500 churrasquinhos em uma noite.

O que eu quero mostrar com essa história é a sua força e a criatividade da mulher para transformar as situações! Faça do limão uma limonada! Crie a oportunidade! O mercado e os consumidores estão ávidos à espera de algo inovador e as mulheres, com sua força e capacidade de criar perante as necessidades, são elementos fundamentais nesta jornada! Feliz Dia Internacional da Mulher!

Fernanda Fernandes, esposa, filha, empreendedora, consultora, especialista em Gestão de Negócios no ramo de Alimentação. [email protected] | www.negociosdealimentacao.com.br

Seja o primeiro a comentar sobre "Mulheres: guerreiras do segmento de alimentação"

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.


*