Mude o tamanho do texto: A A A

Morre aos 88 anos, professora Alice Bilego viúva do primeiro prefeito de Barra do Garças

Ela se mudou para Barra em 1947 para lecionar e aqui conheceu Antônio Bilego com quem se casou e teve três filhos.

Araguaia Notícia/Ronaldo Couto

Uma notícia muito triste para os pioneiros de Barra do Garças. Faleceu na quinta-feira (22/2), a professora aposentada Alice Fernandes Lima Bilego que estava com 88 anos. Ela já estava em tratamento de saúde em decorrência da idade e no dia de hoje foi fazer uma sessão de hemodiálise quando os médicos observaram que a pressão dela estava muito baixa e decidiram interna-la com urgência.

Dona Alice foi levada rapidamente ao Hospital MedBarra, mas infelizmente não resistiu e faleceu por volta das 18 horas. Natural da cidade de Baliza-GO, dona Alice iria completar 89 anos no dia 30/4. Ela saiu ainda muito jovem de casa para estudar em Uberlândia-MG e depois retornou para ser uma das primeiras professoras de Barra em 1947 juntamente com Maria Tereza, a dona Tetê (mãe de Humberto Bosaipo).

Em 1948, dona Alice conheceu Antônio Bilego e acompanhou de perto um dos momentos mais importantes da região do Araguaia que foi a emancipação de Barra do Garças que era distrito de Araguaiana. E não foi fácil porque na época, a população de Araguaiana não aprovou a mudança da sede do município. Todavia, a decisão de Bilego foi acertada e tempo confirmou isso com o crescimento vertiginoso de Barra do Garças que se tornou a principal cidade do Vale do Araguaia.

“Meu pai foi visto com um visionário porque ele viu que o progresso iria passar por Barra do Garças por causa da implantação das Brs 158 e 070. E a minha mãe acompanhou tudo isso”, conta o veterinário e professor Paulo Emílio da Costa Bilego, que já foi vereador em Barra do Garças de 2001 a 2005 e hoje é coordenador do curso de Agronegócio da Faculdade Cathedral.

Alice também foi primeira-dama na cidade de Aripuanã-MT, na divisa com Alta Floresta, quando Bilego foi nomeado prefeito de 1978 a 1982 daquele município pelo governador da época Frederico Campos. Lá, dona Alice se destacou fazendo um grande trabalho no social.

“Minha mãe foi uma grande mulher e eternamente lembraremos dela”, frisou Paulo. Dona Alice teve mais dois filhos: Paulo Antônio da Costa Bilego, que foi presidente do Indea e superintendente federal do Ministério da Agricultura e Maura Alice da Costa Bilego, A pioneira deixa vários netos, bisnetos e até um tataraneto.

A primeira mulher a ocupar o cargo de primeira dama em Barra do Garças será velada no plenário da Câmara Municipal a partir da noite de quinta e o sepultamento será na tarde de sexta-feira (23/2) no cemitério central no jazigo da família. A família agradece a cortesia da Câmara Municipal, na pessoa do presidente Miguel Moreira da Silva e a secretária Tânia, que cederam o espaço para o velório da pioneira.

Seja o primeiro a comentar sobre "Morre aos 88 anos, professora Alice Bilego viúva do primeiro prefeito de Barra do Garças"

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.


*