Mude o tamanho do texto: A A A

José Elias desabafa: “Fui cassado por não pagar propina a vereador”

Afastado pela segunda vez em poucos meses, o prefeito de Aragarças garante que não cederá à ganância de alguns vereadores que exigem vantagens desonestas:

“Da primeira vez, queriam um salário a mais (o famoso mensalinho). Não paguei e me afastaram, em 16 de outubro. O Tribunal de Justiça mandou me reempossarem, porém em 17 de janeiro cassaram meu mandato, sob as mais estapafúrdias alegações. A mais grave é que banco viagens com diárias da Prefeitura. Isso todo prefeito faz e nunca foi crime.”

José Elias alega que a verdade é bem diversa e cita comprovantes. “O ex-prefeito Aurélio Mendes acabou até preso por não resistir às pressões de vereadores, forçando-o a arranjar dinheiro com fornecedores. Como desde o início não aceitei chantagens, posso até perder o cargo mas não pagarei propina.”

Como segundo item, o prefeito de Aragarças informa que pretendia construir 280 casas, em parceria com a Agehab e a Caixa Econômica. Fui impedido, pois a Câmara doou os 280 lotes para uma tal de EMAC – Exército Missionário Atalaias de Cristo – de Goianira, que venderia os imóveis para repartirem o dinheiro. O próprio nome dessa instituição já induz a suspeitas. Seus titulares foram denunciados até na rede Globo, por golpes contra mutuários. Embarguei a negociata que caiu na desgraça de alguns vereadores”.

Terceiro item – Para completar a rivalidade, a Câmara votou uma lei, cassando a concessão da Saneago, afim vender o serviço de água de Aragarças para uma firma de Barra do Garças – Mato Grosso. O prefeito se recusou a sancionar o projeto, porém a Câmara o promulgou. “Alguns vereadores acreditam ficarem ricos com essa maracutaia, absolutamente descabida, pois o fornecimento de água da cidade figura entre os melhores de Goiás” opina José Elias.

POR QUE TAIS SACRIFÍCIOS?

José Elias se explica: “Não tenho a menor vaidade pelo cargo, pois já ocupei funções bem mais relevantes, como presidente da Câmara Municipal de Goiânia, quando fui o vereador mais votado da história de nossa Capital; eleito duas vezes deputado, presidente do Detran, procurador do Estado, dentre outras.” “O que me atrai – argumenta – é a sensação de poder ajudar uma comunidade carente em quase tudo, principalmente de gestores. Aragarças é o município de menor receita do Oeste goiano e abriga a terceira maior população. Mesmo assim, mantém o maior hospital da região, com cerca de vinte médicos e 56 leitos, mais seis postos de saúde equipados e com equipes próprias.

O prefeito cita alguns exemplos gratificantes: recentemente recebi a visita do jovem Gabriel Félix, que foi me levar uma camisa do Vasco da Gama, time do qual é goleiro, e me agradecer por ter iniciado a carreira na nossa Escolinha de Iniciação Esportiva, com o mestre Índio, no meu primeiro mandato. Por sua vez, o atleta Katitu, ganhou campeonato brasileiro de Capoeira, no Rio, recentemente, tendo se iniciado com nosso mestre Jaguar.”

Outro fato que emocionou o prefeito de Aragarças foi a mensagem do ator Kaique Cavalcante , da TV Globo, para a Primeira Dama e secretária da Educação, Mara Nei Elias, comunicando sua participação na novela Salve o Rei, ex-aluno do prof. Renato, da Escolinha de Música da Prefeitura. A irmã do Kaique, Layza Cavalcante, também atua na Globo, na novela Do Outro Lado do Paraíso. Há inúmeros outros casos de jovens bem sucedidos, após cursar alguma das várias modalidades de esporte, música, dança, teatro etc.

José Elias lamenta: “É doloroso constatar que ao deixar a Prefeitura, ao final do primeiro mandato, desativaram as Escolinhas e cerca de 13 adolescentes, foram assassinados, em menos de um ano, por envolvimento com drogas. Em um ano internamos cerca de cem jovens em clínicas de recuperação.”

Em razão dos problemas com vereadores (o mensalinho, a venda dos lotes e da água do Saneago´segundo colocação de José Elias) o relacionamento entre Legislativo e Executivo de Aragarças ficou complicado. Contudo José Elias diz confiar na normalização, até por força da opinião pública, amplamente favorável à sua gestão. José Elias disputou a Prefeitura com cinco candidatos e teve quarenta por cento dos votos, mais do dobro do segundo colocado. Embora afastado, sua cotação subiu em mais de 50 por cento, pois recente pesquisa indica que 62 por cento dos eleitores o apóiam.

Por fim José Elias faz um comentário: “Depois que vereadores perceberam a vaidade política de certos membros do Ministério Público, como alguns que viveram nababescamente em Aragarças, ou a administração dos municípios cai em bancarrota ou sofrerão constante judicialização. Ainda bem que o Tribunal de Justiça de Goiás se mantém vigilante contra as arbitrariedades.

O prefeito de Aragarças destaca: “Temos muitos políticos de valor – inclusive vereadores – porém alguns picaretas se infiltram, compram votos, se elegem e querem tirar proveito a todo custo, o que na minha gestão não permitirei, mesmo que tenha de perder o mandato.”

José Elias Fernandes é jornalista e escritor, ex-vereador em Goiânia, ex-deputado, ex-prefeito de Aragarças, delegado aposentado e anistiado político, por ter lutado contra a ditadura. Email: [email protected]

MATÉRIA DE CAPA / PÁGINA 7 SOBRE JOSÉ ELIAS NO DIÁRIO DA MANHÃ DE GOIÂNIA, NESTE ÚLTIMO DIA 31/01/2018.

 

Seja o primeiro a comentar sobre "José Elias desabafa: “Fui cassado por não pagar propina a vereador”"

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.


*