Mude o tamanho do texto: A A A

MÃE!…            

 Mãe! És a jóia preciosa!

És rainha, como a rosa

No reinado dos amores;

Se sofres no paraíso,

Te engalanas num sorriso,

Mesmo padecendo dores!

 

Recebestes o dom divino,

De ter do mundo o destino

No dom da maternidade;

Mesmo em meio ao sofrimento,

Na dor daquele momento

Choras de felicidade!

 

Quando embalas teu filho,

Os teus olhos têm o brilho

Do sol em todo esplendor…

Por ter no colo um tesouro,

Mais valioso que o ouro –

É a riqueza do amor!

 

Teu amor é desprendido,

Pois, de Deus foi recebido

Como bênção divinal!

Tens tão grande coração,

Que mesmo na ingratidão,

O perdão é teu fanal!

 

Quando em teu seio amamentas

O tesouro que acalentas,

Tudo em ti se agiganta!

É tão grande a devoção,

Que adquires a dimensão

Daquela MÃE, que é SANTA!

 

Teu amor é sacrossanto,

Tem pureza do manto

Sagrado da redenção:

Pois, é na dor que padeces,

Que purificas as preces,

Que vêm do teu coração.

                         Daphnis Oliveira

Seja o primeiro a comentar sobre "MÃE!…            "

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.


*