Mude o tamanho do texto: A A A

Secretário aborda a possível saída de Taques do PSDB

http://oatual.com.br

“Quem não valoriza o que tem acaba perdendo”, diz Kleber Lima, sobre possível saída de Taques do PSDB

Da Redação/Ronaldo Pacheco-Olhar Direto

O crescimento dos rumores de que o governador José Pedro Taques está a um passo de deixar o ninho tucano têm decibéis ampliados às vésperas da convenção que vai escolher o novo Diretório Regional do PSDB.

Nesta sexta-feira, a partir das 17 horas, na sede do diretório, em Cuiabá, sem a presença de Taques e com o deputado federal Nilson Leitão pronto para ‘passar o bastão’, os tucanos elegem a nova Executiva de Mato Grosso.

“O partido ganhou um governador com musculatura política e projeção nacional, mas não lhe deu o devido valor. Quem não valoriza o que tem acaba perdendo”, reagiu o secretário de Estado de Comunicação, jornalista Kleber Lima, sobre o questionamento quanto a Taques sair ou não do partido, possibilidade aventada nas últimas semanas.

Kleber Lima lembrou que Pedro Taques ingressou na agremiação, em agosto de 2015, após uma saída turbulenta do PDT, para construção de um novo projeto político. “É certo que o governador sempre pensou no partido. Mas não há clareza quanto à reciprocidade”, justificou o secretário do Gabinete de Comunicação (GCOM).

Antes de seguir para quase duas semanas de viagens à China e Alemanha, na semana passada, o governador evitou entrar em detalhes sobre o seu destino partidário. “Não sei nem o que vou comer amanhã! Como vou saber isso [em qual partido estará filiado em 2018]?”, respondeu ele, de forma lacônica, no derradeiro conato com a imprensa mato-grossense, no salão Garcia Neto do Palácio Paiaguás.

Kleber Lima não deixou claro, mas, entre o que teria descontentado o governador, está o fato de ter sido bombardeado, com o processo da existência de supostos grampos ilegais, em Mato Grosso. E pouquíssimos tucanos bateram no peito e ergueram a voz para defendê-lo, em público ou em entrevistas à imprensa.

Pedro Taques teria convites do PPS, DEM e Democracia Cristã (PSDC), entre outros, para tentar buscar a reeleição, em 2018.

Dia do fico

O deputado federal Nilson Leitão vai deixar a presidência regional, mas dirigiu um apelo pela permanência do governador. Na mesma toada, fez-se ouvir o deputado estadual Guilherme Maluf, também da Executiva, ao pedir que Taques não saía do PSDB.

Há mais de dois anos, Nilson Leitão foi o primeiro a lançar Pedro Taques à reeleição. “O governador Pedro Taques enfrentou no início de seu governo os desmandos do passado. Os números de Mato Grosso eram os piores do Brasil, tudo contaminado com a crise. Viveu crises, viveu greves. Esse encontro é partidário e só quero dizer que só temos um projeto para 2018, que é a reeleição do governador Pedro Taques. Esse é o papel que precisamos fazer”, definiu Leitão, em evento do PSDB no Hotel Fazenda.

“Nós temos uma reeleição a fazer em 2018. Dizer que a eleição é ano que vem, não é verdade. O processo eleitoral já começou.

Muitas dessas falácias que aparecem contra nosso governo, é parte de um processo eleitoral. Não tenham dúvidas disso. Mas vamos vencer as eleições de 2018. Mostrar o trabalho que nosso governador está fazendo por este Estado. Em 2018 estaremos todos unidos pela reeleição do governador Pedro Taques e defendo o nome de Nilson Leitão para que ocupe vaga no Senado Federal”, afirmou Maluf.

Seja o primeiro a comentar sobre "Secretário aborda a possível saída de Taques do PSDB"

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.


*